Residência KOR

São Paulo . SP . 2013
 

Devido ao espaço de dimensão estreita, foi proposto o partido inicial com vegetação nos muros: jardim vertical, trepadeiras e arbustos.

Com os estudos  de volumes vegetativos nas paredes, criamos no plano de piso um gramado com pisadas de madeira de demolição e dois decks suspensos com mobiliários, um  para esconder uma caixa de captação de água e outro como uma extensão da sala juntamente com uma horta vertical, integrando o visual como uma pequena área aconchegante.